Fotografia | Cachos & Flores

Com imensa alegria, hoje, decidi partilhar no blog, um ensaio sugerido por um amigo queridíssimo ( e ótimo fotógrafo, diga-se de passagem ), Levi Andrade, para sua página LePhoto.

O ensaio não tinha um tema específico, e por ser meu primeiro ensaio fotográfico na vida, perdoe o meu “não-profissionalismo” como modelo hahaha. Veja que ainda assim, Levi, fez um ótimo trabalho (apesar de eu ser suspeita para falar) ♥

20180601162319__MG_117120180601163522__MG_120120180601161913__MG_116420180601162115__MG_116920180601165739__MG_1228

Que isso heim?! Fala sério, o melhor de tudo, é que as fotos nem editadas foram, não tem alteração de nada. Eu fiquei in love por todas (inclusive, não postei todas) mas as que escolhi nessa seleção que fiz aqui, a minha favorita é a última 🙂

Você gostou de alguma? Já fez algum ensaio fotográfico? Me conta como foi, me mostra, preciso de dicas pra aperfeiçoar esse lado modelo porque já quero mais!! hahaha


Agradecimentos: Levi, foi ótimo esse trabalho e que venha mais 🙂

Página de portfólio dele : https://www.facebook.com/leviandradephoto/ 

Anúncios

Seja agradável na internet

Talvez você seja daqueles que mal entra no Facebook ou no seu Whatsapp e fale pouco na internet. Talvez você seja como eu, goste de estar online, tenha tarefas a fazer na internet e tenha o hábito de se atualizar com as notícias por ela.

Quando você vê algum amigo postar uma foto nas redes sociais, você vai comentar ou só deixa um like? Quando você deixa um like, é porque gostou da foto ou porque quer mostrar apenas que viu? Comentar, confesso que não era hábito meu, mas de uns tempos para cá, notei que as pessoas gostam mais de comentários, então tenho me tentado comentar em todas que gosto!

Ultimamente, quando comento em fotos, vídeos e postagens do Facebook, Instagram, Youtube e sites, observei que há muitas pessoas que usam o espaço de forma negativa, fazendo comentários maldosos, ofensivos, mentirosos às vezes sobre as pessoas e aquilo toma uma proporção imensa dependendo do conteúdo. Infelizmente, há muitas pessoas que fazem isso na internet e chamam isso de “liberdade de expressão”. Assim como há uma minoria, fazendo um comentário maldoso e depois dizem “Não falei por mal, não sabia que você ia se ofender ou que isso te magoaria”.

Sigo alguns artistas no Youtube e Instagram e acompanho a rotina deles, já houve situações que eles se sentem forçados a excluir comentários, bloquear usuários ou desativar os comentários para não ter que passar por situações estressantes, ofensivas e até para não  haver mais assédio!  Acredita? Ponha-se mais no lugar das pessoas. Ponha mais amor no que escreve na internet.

Muitas pessoas estão reclamando sobre isso e eu, já fui vítima de assédio na internet e falo com convicção: se for para magoar, descontar raiva, assediar, julgar, fazer comentários agressivos sobre corpo, cabelo, cor de pele, religião ou assunto que a pessoa esteja abordando ali na hora, sinceramente, passe direto dessa postagem ou se não gostar, deixe de acompanhar tal pessoa nas redes sociais. “Antigamente”, existia muitos grupos de haters* e criticar alguém era “engraçado” para alguns. Há uns anos, com as leis criadas de proteção para quem tem qualquer tipo de conteúdo exposto na internet, está cada vez mais fácil ir atrás de você, na sua casa e te prender por uma atitude dessas!

O que eu desejo com esse post, é pedir que você seja, sempre que possível, gentil com quem você acompanha. Deixe um like, um comentário do que você gostou ou faça críticas construtivas tipo, como podia ficar melhor o cenário, local, ângulo da foto/vídeo, roupas… Faça elogios quando gostar do que viu! O like sempre é bem vindo mas você não faz ideia do poder de um comentário! Muitas vezes me pego feliz da vida porque alguém comentou no blog ou numa foto. Fazemos conteúdo e postamos, para ter um retorno mesmo, saber o que você achou, se te fez rir, se ajudou ou se deixou alguma dúvida, se precisa de uma ajuda ou se quer ver mais sobre aquilo. Já “pessoas comuns”, que usam as redes sociais sem ter blog ou canal próprio, por que não manter o mesmo hábito? Quantas pessoas felizes você é capaz de fazer em um dia que estiver a toa na internet vendo vídeos ou fotos de seus amigos? Quantos sorrisos, ao dar um like ou comentar quanto achou legal aquilo?

A vida fora da internet, já é difícil o suficiente de lidar, para vir alguém até na internet lhe tacar pedras, te colocar para baixo, deixar seu dia ruim ou te fazer se sentir com medo de se expor. Vamos espalhar mais amor? Vamos tentar mais vezes deixar alguém bem?

Eu estou fazendo minha parte a cada minuto online. Faça você também ♥


Haters* = derivado da palavra Hate que significa ódio e Hater, odioso. Significa ter ódio, demonstrar não gostar de.


 

Séries | Game Of Thrones, Stranger Things e muito mais! #1 (sem spoiler)

Eu, particularmente, adoro filmes e tal mas sou nova no vasto e imenso universo das séries. Faz um ano que conheço a Netflix e já adianto, tudo começou com Game Of Thrones (GOT).

Eu me tornei quem eu mais temia… Eu tinha um preconceitosinho com quem vivia falando de GOT e ficava pensando o que devia ter de TÃO incrível nessa série. E comecei a acompanhar quando já estava na última temporada que saiu ano passado. Muitos disseram “ué, agora? Tem muitas temporadas, dura cada episódio quase 1 hora, você não vai conseguir ver tudo a tempo… Tem que fazer maratona!” E foi aí que aprendi o que era o termo “maratonar” quando se tratava de uma série rs. Em apenas 4 dias, consegui terminar. Eu ia ver em 3, mas tive que estudar e dar atenção para minha família, já que eu estava muito ausente rs. No final das contas eu acabei ansiosa com a próxima e última que, inclusive, está demorando DEMAIS pro meu gosto e até quadros no meu quarto, referentes a GOT já tem. Não preciso nem dizer que eu amei né?

Resultado de imagem para game of thrones netflix

A série que comecei a ver esse ano, foi Stranger Things e quase cai no mesmo erro do preconceito com os boatos dela. Comecei a ver e achei meio fraco o primeiro episódio, insisti e acabei adorando, tenho um quadro também no meu quarto da Eleven e os amigos, inclusive, me emocionei bastante com o final dela ♥ Quem sabe não terá outra temporada né?

Imagem relacionada

Glitch, comecei a assistir mas foi a única que de início, eu criei expectativa de que fosse me surpreender bastante e tal. Teve momentos que senti raiva de alguns personagens e muitas vezes fiquei confusa com a atitudes deles, meio desconfiada. Me pareceu uma série mais para o lado do suspense e até que eu gostei, só não sei se  continuaria assistindo. Eu esperava uma solução para o fim radical dos casos estranhos da cidade mas……….

Resultado de imagem para glitch netflix

Essa outra série que vou contar agora, confesso que foi uma mistura de amor e ódio do início até o fim. Com apenas uma temporada e episódios curtíssimos, o casal adolescente conseguiu me manter entretida querendo desistir e continuar ao mesmo tempo de assistir. Quando me dei conta, já estava no último episódio e sério, que raiva deles dois, em The End of the F***ing World. Só podiam ser adolescentes mesmo… rs

Resultado de imagem para the fucking world netflix

Bom, por enquanto, foram essas as primeiras séries que assisti de 2017 para 2018. Assim que eu assistir mais, atualizo aqui. Caso você goste de alguma dessas, deixa seu comentário aqui embaixo, ok?

Beijinhos e até o próximo post 😉